arrow_drop_down

Voltar para lista de planos

Um Guia de Oração para 7 Dias

Um Guia de Oração para 7 Dias

Quando a palavra oração nos vem à mente, nós provavelmente temos uma ideia do que ela quer dizer. Independente da sua formação, você provavelmente teve alguma experiência prévia com o conceito de oração. Neste plano de sete dias, nos aprofundaremos no aspecto da oração e como podemos incorporar práticas que nos ajudarão a começar uma conversa contínua com Deus que durará por toda a vida. EDITOR Este Plano Bíblico original foi criado e fornecido pela YouVersion.

Lista de leituras

Dia1

De acordo com o site Dictionary.com, oração é: É uma petição devotada a Deus ou a um objeto de adoração. Uma comunhão espiritual com Deus ou a um objeto de adoração. O ato ou prática de orar a Deus ou a um objeto de adoração. Quando a palavra oração nos vem à mente, nós provavelmente temos uma ideia do que ela quer dizer. Talvez seja um pastor de igreja vestido em um roupão branco, de pé, atrás de um púlpito, com seus braços estendidos para a congregação. Poderia ser uma avó ajoelhada perto da cama, com as mãos entrelaçadas, conversando silenciosamente com Deus. Talvez seja um grupo de mulheres de mãos dadas em um círculo no salão de comunhão de uma igreja. Independente da sua formação, você provavelmente teve alguma experiência prévia com o conceito de oração. Porém, se formos honestos, a maioria de nós se envergonha quando ouve alguém dizer algo sobre oração. Podemos até nos sentir como os escritores dos Salmos que imploravam a Deus para ouvir seu clamor e suas orações, mas nos questionamos se Ele realmente vai ouvir. O raciocínio por trás desse pensamento negativo é provavelmente porque não achamos que estamos fazendo o suficiente. Então, quando alguém pergunta: "você orou sobre isso?" ou "como anda sua vida de oração?", normalmente nos sentimos bombardeados com desânimo. Billy Graham disse: "a oração é simplesmente uma conversa de mão dupla entre você e Deus". Simples, não é? Mesmo assim, fazemos dela um ato tão complexo. Então, vamos considerar a oração como uma comunicação com Deus. Claro e simples. Deus, nosso criador, nos encontra exatamente onde estamos. Não temos de nos consertar ou estampar uma carinha feliz antes de chegarmos a Ele. Podemos nos chegar a Ele quando precisamos de paz, direção e esperança, quando não sentimos paz, estamos completamente perdidos e temos pouca ou nenhuma esperança. Nada em nossa vida conturbada O assusta. Isso não é um alívio? A oração é simplesmente: conhecer a Deus. comunicar nossos desejos a Deus. ouvir Deus falar a verdade ao nosso espírito. expressar nossas necessidades para que Deus possa nos ajudar. observar Deus na criação e louvá-Lo. sentar com Deus em nossa dor e pedir a Ele que nos conforte. expressar nossa gratidão, agradecendo a Deus. uma conversa contínua com Deus. Nossas vidas de oração devem ser menos sobre um quadro em um programa matutino para “começar bem o dia” e mais sobre uma conversa contínua, vibrante e aberta que temos ao longo do dia com Deus – nosso Pai Celestial. Pelos próximos seis dias nos aprofundaremos no aspecto da oração e como podemos incorporar práticas que nos ajudarão a começar uma conversa contínua com Deus que durará por toda a vida. Reflexão Qual a sua lembrança mais antiga de oração? Escreva sobre um momento em que você foi surpreendido porque Deus respondeu sua oração. Anote qualquer revelação que Deus tenha te dado durante a leitura da Bíblia ou devocional.

Dia2

A oração é a conversa mais importante do dia. Leve a situação a Deus antes de falar sobre ela com mais alguém. - Anônimo Passar algum tempo em oração com Deus é mesmo tão importante assim? Bem, no primeiro dia aprendemos que a oração é simplesmente uma conversa de mão dupla que temos com Deus a fim de crescermos. É passar tempo conversando, ouvindo, perguntando, e agradecendo a Deus, entre outras coisas. Orar ou ter uma conversa contínua com Deus é vital para o crescimento como seguidores de Cristo.  Você sabia que Jesus passava muito tempo orando a Deus? A Bíblia diz que ele ficava sozinho e orava com frequência. Nos Evangelhos de Mateus, Marcos, Lucas e João lemos que ele orou mais de 24 vezes, pelo menos! Ele orava...  ...quando Ele estava sozinho e quando estava com os outros.  ...antes de curar alguém e depois de curar alguém.  ...antes das refeições e antes de decisões importantes.  ...de manhã e à noite. ...depois de ser pregado na cruz e enquanto morria na cruz. O que as orações de Jesus nos falam é que Ele dependia do Pai para tudo, e Ele era o Salvador do mundo! Se ele precisava de tempo com Deus em oração, nós certamente precisamos. Por quê? Porque existimos em um mundo que está constantemente jogando coisas novas para nós e nos implora para desviar a atenção da caminhada com Deus. A oração permite nos relacionarmos com Deus e ser guiados por Ele. Nesses momentos de oração Jesus se aproximava do Pai Celestial. Seus momentos de oração mostravam como Ele ansiava pelo Pai Celestial.  O que podemos aprender com Jesus sobre oração? Ore em todas as situações e ore por todas as situações.  Basicamente, busque a Deus sobre tudo.  Desentendimentos no relacionamento? Fale com Deus.  Catástrofes financeiras? Fale com Deus.  Problemas mentais? Fale com Deus. Dilemas físicos? Fale com Deus. Desafios na carreira? Fale com Deus. Crises emocionais? Fale com Deus.  Seja qual for a situação ou problema, fale com Ele. Foi isso que Jesus fez. Agora, isso não anula os seguintes passos que você assumirá para o papel que desempenhará neste ilimitado relacionamento de oração que você tem com Deus. Isso significa apenas que vamos a Ele primeiro. Nós não devemos ser intimidados pela oração. Não precisamos perguntar se estamos fazendo isso "da maneira certa" ou se estamos falando "a coisa certa". Deus simplesmente quer que estejamos em um relacionamento íntimo com Ele, e sabe que manter um conversa contínua com Ele em nossos dias é o melhor plano.  Conforme caminharmos pelo resto deste plano de leitura, vamos mergulhar no que a oração se parece em nossas vidas como seguidores de Cristo.  Reflexão Quando você acha que é mais fácil orar? A oração mais difícil? Anote qualquer revelação que Deus tenha te dado durante a leitura da Bíblia ou devocional.

Dia3

A oração é colocar a si mesmo nas mãos de Deus. - Madre Teresa Muitos seguidores de Cristo lutam para ter uma vida de oração decente. Pode ser difícil para nós porque é fácil focar no próprio ato de orar em vez de focar em Deus. Ter uma vida de oração incrível não é o objetivo. Conectar-se com Deus e crescer em nossa intimidade com Ele é. Talvez este cenário seja familiar: Começamos a orar quando a vida está difícil. Então a vida se torna mais fácil, e não oramos tanto porque não precisamos mais tanto de Deus. Mas, algo difícil cruza nosso caminho e sabemos que precisamos orar sobre isso. Nos sentimos culpados porque faz algum tempo que não oramos e presumimos que Deus está furioso conosco.  É hora de repensarmos a oração.  Vamos pensar na oração à luz dos nossos relacionamentos mais íntimos. Pode ser um irmão, o cônjuge, ou um melhor amigo. A comunicação com eles é fácil e natural. Podemos mandar uma mensagem de texto, fazer uma ligação ou visitá-los pessoalmente. Às vezes fazemos visitas longas e outras vezes, as mensagens são curtas. Nós geralmente não começamos a conversa com essa pessoa assim: "Querida Jenny, obrigado por responder minha ligação hoje. Estou empolgado por falar com você. Vamos debater..." Em vez disso, temos essa conversa em andamento que tende a continuar até a próxima.  Se tratarmos a oração como tratamos o relacionamento com aqueles mais próximos de nós, a oração se entrelaçará em todas as áreas de nossas vidas. Ela conectará as partes que desconectamos de Deus. Será uma conversa contínua que teremos com Ele – cheia de momentos de gratidão, oração pelos outros, e mesmo o compartilhamento de nossas frustrações. E se essa conversa é contínua, então verdadeiramente, existe a necessidade de dizer "amém"? Isso não significa que não mostramos a honra que Ele merece. Não nos dirigimos a Ele com, "Ei cara...e aí?." Não, nós vivemos nossas vidas onde Ele é honrado e adorado e fazendo isso, os encontros com Ele são muito mais genuínos. Ele se importa menos com as palavras digiridas a Ele, e mais com o lugar de onde as palavras vieram. Nosso relacionamento com Deus crescerá na medida que lutarmos para ter uma conversa contínua com Ele. Tanto orações curtas como longas têm o seu lugar. Mas não podemos apenas esperar conhecê-lo em um momento de cinco minutos toda manhã. Temos que trazê-lo para as nossas vidas diárias e permitir que Ele sopre Sua paz, esperança, conforto, e orientação em cada aspecto dela. É hora de repensarmos a oração. Reflexão Você tende a orar uma vez ou você fala com Deus durante o dia? O que você pode começar a fazer hoje para ter um relacionamento contínuo e diário com Deus? (Lembretes, alarmes, orar por uma hora?) Anote qualquer revelação que Deus tenha te dado durante a leitura da Bíblia ou devocional.

Dia4

Quando nos atrapalhamos devido ao pecado – e isso vai acontecer – a confissão nos coloca de volta no prumo. - Lou Holtz Queremos desesperadamente nos achegar a Deus quando achamos que tudo está em seu devido lugar. Mas Deus quer que venhamos a Ele no meio de nossa turbulência. Nós não temos que nos transformar para impressioná-lo. Nós temos, no entanto, uma necessidade de conversar sobre a condição de nosso coração com Ele. Parte da oração é confessar as coisas erradas que dissemos, fizemos e até pensamos. C.S. Lewis diz que a confissão é como o ponto inicial da oração. Significa que fazemos isso primeiro. A confissão é difícil para nós, porque não queremos admitir nossas falhas. Novidade: Ele já sabe. Ele sabe as coisas que tentamos esconder Dele. Aquilo que fizemos anos atrás e que juramos levar para o túmulo? Ele sabe. E adivinha? Ele nos ama mesmo assim.  Mesmo que Ele saiba, ainda precisamos confessar os pecados. Na verdade, é algo que a maioria de nós não quer fazer ou acha que não é necessário. E certamente não queremos nos chamar de pecadores. Isso significaria que estamos cheios de pecado. Outra novidade: somos pecadores. Mas a Bíblia é bem clara que “se confessarmos nossos pecados, Ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificará de toda injustiça.” De quanto seremos limpos? Tudo. Quando confessamos os pecados, fazemos a escolha de nos arrepender. Isso significa que fazemos uma “virada” e literalmente mudamos para o caminho oposto ao pecado que acabamos de confessar. Confessar o pecado e andar em arrependimento pode incluir esta simples oração. "Deus, por favor me perdoe por fofocar sobre a Beth hoje. Eu escolho dizer palavras que não coloquem as pessoas para baixo daqui para frente."  Mas há momentos em que chegamos a Ele e temos muito mais a confessar. Pode haver anos de discrepâncias morais que nos pesam. Algumas coisas que não lembramos especificamente. Se for esse o caso, a oração pode ser:"Deus, eu sei que pequei muito e não me lembro de tudo. Por favor, me perdoe onde eu errei? "E adivinhem? A Bíblia nos diz que Ele não se lembrará mais dos nossos pecados e que eles serão removidos de nós do leste até o oeste.  Podemos pensar que somos um caso perdido e que as circunstâncias não tem jeito. E adivinha? Casos perdidos ou sem solução são as especialidades de Deus. Precisamos apenas levar nossas vidas bagunçadas para Ele. Reflexão Peça a Deus para trazer a sua mente tudo o que você precisa confessar e, em seguida, simplesmente faça isso. Se houver um problema que está sempre esbarrando em você, que precisa ajustar, remover ou acrescentar para ajudá-lo a virar na direção oposta? Anote qualquer revelação que Deus tenha te dado durante a leitura da Bíblia ou devocional.

Dia5

Aprender a orar não nos oferece uma vida menos ocupada; oferece-nos um coração menos ocupado. - Paul E. Miller Ouvimos dizer que as pessoas felizes nem sempre são gratas, mas as pessoas agradecidas quase sempre são felizes. Vamos pensar sobre isso. De todas as pessoas agradecidas que conhecemos, quantas são infelizes? Zero. Como permanecemos gratos durante a vida agitada que levamos? Sendo intencional. As coisas mais gratificantes em nossas vidas exigem muita intenção. E permanecer em um estado de espírito agradecido a cada dia requer intencionalidade.  Uma das melhores maneiras de nosso coração permanecer em uma postura de gratidão é contar as bênçãos. Certo. Literalmente, comece a nomeá-las. Simplesmente parar e contar as bênçãos levará a uma mudança de atitude. Inicie uma lista no seu dispositivo, anote-as em lembretes ou defina um alarme no telefone que solicitará que você cite cinco coisas pelas quais você é grato.  Aqui estão algumas sugestões que nos ajudarão a ser intencionais em cultivar um coração agradecido: Pare e cheire as rosas. 

Nosso Deus é um Criador incrível. Tudo o que vemos na natureza é obra de Deus. Quantas vezes ficamos sem palavras por causa do nascer do sol? Quando esses momentos chegarem, apenas diga: "Obrigado, Deus!"  Vire essa carranca de cabeça para baixo. Quando as coisas não correm de acordo com o plano que tínhamos em mente, em vez de focar no que não recebemos, vamos nos concentrar no que temos. Não há problema em sentir uma ponta de decepção, mas não vamos morar lá. Vamos expressar nossa gratidão a Deus pelo que temos. Não pare de acreditar. 

Talvez a melhor maneira de agradecer como seguidores de Cristo seja lembrar o que foi feito em nosso favor. Jesus deixou o lugar ao lado do Pai Celestial para vir em nosso socorro. Por causa de Seu ato perfeito e altruísta, não precisamos temer a eternidade. Se realmente mergulharmos nisso, nossos corações ficarão agradecidos.  Então, seremos gratos em todas as coisas e de todas as maneiras. Pelo pão na despensa, pelo tanque cheio de gasolina no carro e pelos entes queridos de quem desfrutamos. Mas nunca devemos esquecer Aquele que depositou todo seu poder e autoridade para chegar a uma terra quebrada, para que pudéssemos viver para sempre com Ele. Se acordamos todos os dias com essa visão em mente, as primeiras palavras que sairão de nossos lábios serão simplesmente "obrigado". E honestamente, se tudo o que fizermos for agradecer a Deus, isso é uma coisa muito boa. Reflexão Em que áreas da vida você acha fácil ser grato?  Nos próximos sete dias, comece o dia agradecendo a Deus pelas bênçãos em sua vida. Mantenha uma lista em execução. Anote qualquer revelação que Deus tenha te dado durante a leitura da Bíblia ou devocional.

Dia6

A oração nunca é a última linha de defesa. É a nossa primeira linha de ataque. - Craig Groeschel A Bíblia nos diz para orar pelos outros. Uma coisa que as orações fazem é incentivar as pessoas. Quando recebemos uma mensagem de texto, uma nota ou um telefonema de alguém dizendo que orou por nós, isso nos encoraja.  Ao orar pelos outros, estamos na linha de frente de suas vidas. Nós podemos orar em nome deles. À medida que crescemos em nossa proximidade com Deus, orar pelos outros se tornará mais fácil, mais natural e até mais emocionante. Então, ao longo do dia, vamos sujar os joelhos e orar. Aqui estão três grupos pelos quais orar: Nosso círculo interno. 

O menor círculo são as pessoas em nossas vidas mais próximas, inclusive a nós mesmos. Este grupo precisa de nós em suas vidas. É composto por membros da família e os amigos mais próximos. Orar por esse grupo será mais fácil porque o conhecemos melhor. A maioria das orações será dirigida às pessoas deste grupo porque elas estão na vanguarda de nossas mentes. Nosso círculo do meio. 

Este círculo do meio será maior que o círculo interno. Este grupo é composto por bons amigos, conhecidos e familiares. Nem sempre sabemos o que orar pelas pessoas deste grupo, mas mesmo assim oramos por elas. Um simples "Deus, por favor, dê sabedoria ao João" ou "Deus, oro para que ela venha a conhecer o Senhor"será suficiente. Nosso círculo externo. 

Este grupo será o maior grupo em nossa vida. É composto por pessoas que não conhecemos ou com as quais tivemos interação uma única vez. Pode ser o líder do país, uma celebridade ou um garçom de um restaurante. As orações por essas pessoas podem ser muito mais genéricas simplesmente porque não conhecemos suas necessidades. Às vezes, essas orações não serão específicas, portanto, orações mais genéricas são apropriadas. Aqui estão algumas ideias para começar:  Faça uma lista diária e ore por meio dela. Sente-se em silêncio e permita que Deus traga à mente as pessoas. Coloque um lembrete no telefone para incentivar você a orar.  Desligue a música enquanto estiver dirigindo e ore. Ore no momento em que surgir a necessidade.  Para impactar os outros devemos interromper nossas agendas. As orações não precisam ser longas e não precisamos nos preocupar com o resultado. Fizemos a nossa parte. Podemos ter como verdade que toda oração que oramos será ouvida por um Deus bom e amoroso. As orações podem ser espontâneas e planejadas. Quando Deus diz que podemos procurá-lo para tudo e qualquer coisa, Ele realmente quer dizer isso. Vamos aceitá-lo em Sua oferta. Reflexão Dedique tempo organizando os diferentes círculos e planeje ir a Deus em nome deles regularmente. Anote qualquer revelação que Deus tenha te dado durante a leitura da Bíblia ou devocional.

Dia7

A oração – embora muitas vezes seja desgastante e até uma agonia – é, a longo prazo, a maior fonte de poder possível. - Timothy Keller As pessoas costumam dizer: "Deus não respondeu à minha oração." Na verdade, Deus realmente responde a todas as orações que fazemos. Às vezes, ele diz: "Sim", às vezes, diz: "Não" e outras vezes, diz: "Espere". Mas, quando não temos as orações respondidas de acordo com nossos desejos, presumimoss que "Ele não respondeu a oração." Esse padrão de pensamento tende a ser muito egoísta e, no entanto, se formos honestos, provavelmente já alimentamos esse tipo de pensamento em algum momento de nossas vidas. Pedimos a Deus que faça essa coisa boa por nós. Quando isso não acontece, ficamos com o coração machucado porque confiamos em Deus. E isso é simplesmente difícil de aceitar. Mas não podemos permitir que o desânimo com nossos planos não realizados nos faça duvidar do Deus que criou o mundo. Quando chegamos a um lugar em que realmente acreditamos que Deus tem nosso melhor interesses no coração, ficamos em paz. Muitas vezes, Suas respostas "não" são para nos proteger. Quando não temos a resposta que desejamos de Deus, em vez da primeira resposta ser "Por que o Senhor deixou isso acontecer?" Vamos começar a perguntar: "Como o Senhor usará isso? ”Vamos mudar nosso "por que"para "como". Ajustando nossa visão de Deus que mostra Ele como mesquinho e retentor, para um Deus que deseja o melhor para nós, realmente nos mudará de dentro para fora. Então, a oração funciona mesmo? Bem, se a definição de oração é a de que fazemos uma oração e pedimos a Deus que nos conceda algo que estamos pedindo, e se Ele não atende, então não, a oração não funciona. Mas, se vemos a oração como uma conversa contínua e uma via de mão dupla com Deus, onde crescemos em intimidade com Ele, então sim, a oração funciona. Tudo depende da nossa definição. A medida em que concluímos este plano de leitura, podemos estar mais perto de Deus do que antes. Alguém já disse uma vez: "Quando a vida estiver difícil, ore. Quando a vida estiver indo bem, ore. ”E lembremos que o objetivo de orar não é parecer mais espiritual em uma reunião de oração ou conseguir todas as posses materiais que desejamos. O objetivo é um relacionamento íntimo com Deus. Então, vamos continuar orando – nos dias bonitos, nos feios, nos gloriosos e nos melancólicos. Porque Ele está sempre lá; mais perto de nós do que a nossa respiração. Reflexão Você já se perguntou: "Deus não respondeu a minha oração?" Compartilhe essa experiência. Dedique algum tempo pedindo a Deus que lhe revele a verdade a respeito dessa experiência. Anote qualquer revelação que Deus tenha te dado durante a leitura da Bíblia ou devocional.

Itens por página:
1 - 7 de 7

Outros planos de leitura

Ver todos os planos

undefined

Portadores da Salvação

undefined

E a Profecia se Cumpriu (Digno, Digno) de Vertical Worship

undefined

Deus Conosco